5:27:25

W52-FC Porto garante triunfo coletivo

Com a colocação de cinco coredores entre os top-10 docontrarrelógio, a W52-FC Porto garante o triunfo coletivo na Volta 2018.

5:25:34

Raul Alarcón bicampeão da Volta a Portugal

Raul Alarcón entra na meta com o terceiro melhor tempo (25.51,397 m), mais do que suficiente para garantir a segunda vitória na Volta a Portugal, repetindo  sucesso de 2017.

5:23:13

Joni Brandão segura segundo lugar

Joni Brandão segura segundo lugar na geral por 11 segundos, ao obter o tempo de 25.53,668 minutos.

5:18:55

Vicente De Mateos arrasa no contrarrelógio

Vicente De Mateos cumpre contrarrelógio em grande estilo e cheira a terceira vitóia em etapas da Volta 2018 e o segundo lugar de Joni Brandão. Tempo: 25.17,292 minutos. Média: 41,210 km/hora.

5:15:58

Alarcón controla tempos e defende-se

Após a retirada dos registos dos dis pontos intermédios do contrarrelógio, Raul Alarcón defende bem a camisola amarela: ganha cinco segundos s Joni Brabdão e só perde para De Mateos.

5:13:57

Vicente De Mateos a voar no contrarrelógio

Vicente De Mateos (Aviludo-Louletano) está a voar no contrarrelógio e já ganhou 30 segundos a Joni Brandão. O corredor do Sporting-Tavira tem o segundo lugar ameaçado.

5:11:40

João Rodrigues surpreende com o melhor tempo

Grande tempo de João Rodrigues (W52-FC Porto), o novo líder do contrarrelógio: 25.38,323 minutos.

5:08:46

Domingos Gonçalves termina Volta em grande

Domingos Gonçalves acaba de efetuar o terceiro melhor tempo na meta (26.14,858 m), que lhe deverá valer uma subida na clasificação geral. Uma boa operação do campeão nacional de estrada e de contrarrelógio.

5:06:39

Ricardo Mestre com o melhor tempo na meta

Ricardo Mestre mantém o excelente ritmo no exercício individual e consegue o melhor tempo, superando companheiro de equipa Gustavo Veloso: 26.07,767.

5:03:00

Errazkin segura camisola branca

Xuban Errazkin (ito-Feirense-Blackjack) acaba de terminar o contrarrelógio e, apesar do tempo modesto (27.49,752 m) assegura a camisola branca da Juventude.

4:56:52

Raul Alarcón já está na estrada

O líder da Volta a Portugal 2018 acaba de iniciar o contrarrelógio de Fafe. Pouco mais de 17 quilómetros separam-no da glória.

4:50:31

Ricardo Mestre muito rápido nos dois pontos intermédios

Ricardo Mestre (W52-FC Porto) arranca bem no contrarrelógio e tem o melhor registo nos dois pontos intermédios: 8.50,411 m e 14.37,045 m.  

4:41:40

António Carvalho, outro dragão voador

António Carvalho também dá boa contra do recado no contrarrelógio e consegue o segundo melhor tempo: 26.23,093 minutos. Dois corredores da W52-FC Porto para já no topo. 

4:31:37

Gustavo Veloso em grande no cntrarrelógio

Gustavo Veloso (W52-FC Porto), grande especialista de contrarrelógio, pulveriza registo de Rafael Reis e entra na meta com o excelente tempo de 26.10.015 minutos. O galego da W52-FC Porto é sério candidato a ganhar outra vez o derradeiro contrarelógio da Volta.

4:22:25

Média abaixo dos 39 km/hora

Dificuldade do percurso do contrarrelógio de Fafe espelhado na média de Rafael Reis: 38,470 km/hora.

4:06:46

Rafael Reis mostra credenciais e baixa dos 27 minutos

Rafael Reis, o primeiro camisola amarela da Volta 2018, após vencer o prólogo de Setúbal, parece qerer terminar a prova como começou, a voar... O corredor da Caja Rural-Seguros RGA já tem o mehor tempo, baixando dos 27 minutos: 26.58,802 m.

3:58:35

Grigoriev baixa do 27.20 minutos

O russo Aleksander Grigoriev, do Sporting-Tavira, bate o melhor registo, ao pedalar em 27.19,336 m.

3:55:16

Missão cumprida para Rui Vinhas

Rui Vinhas benze-se a acena para público no final do contrarrelógio. Missão cumprida para o sacrificado corredor da W52-FC Porto.

3:50:55

Jorge Magalhães tira sete segundos ao tempo de Udondo

Jorge Magalhães arrecada o melhor tempo, com 27.39,174 minutos, menos quase sete segundos do que o registo de Gatzon Udondo.

3:42:32

Udondo com o melhor tempo

Dez corredores já concluíram o contrarrelógio e o melhor tempo é de Gotzon Udondo (Euskadi-Murias), com 27.46,404 minutos.

3:30:33

Dima já terminou

Emil Dima termina o contrarrelógio, com o tempo de 27.47,057 minutos.

3:21:24

Herói Rui Vinhas vai concluir a Volta

Nas primeira pedaladas do contrarrelógio está Rui Vinhas (W52-FC Porto), um dos heróis da Volta, não por brilhar em termos classificativos, mas porque conseguiu superar todas as consequências de uma queda feia na quinta etapa e seguir até ao fim, para ajudar a equipa. O vencedor da Volta de 2016 mostrou fibra de campeão.

3:17:22

Contrarrelógio técnico e difícil

Os 17,3 quilómetros do contrarrelógio Fafe-Fafe não são para especialista puros do exercício individual. Trata-se de um percurso muito técnico, com muitas curvas, num sobe e desce constante.

3:08:53

Classificação por equipas ao rubro

Um dos pontos de interesse do contrarrelógio de Fafe é saber como irá ficar definida a classificação final por equipas. Depois da nona etapa, o Sporting-Tavira ficou apenas com 2 segundos de vantagem sobre a W52-FC Porto, enquanto a Radio Popular-Boavista também pode subir ao pódio final, pois não se situa longe, a 3.00 minutos. 

3:05:07

Contrarrelógio já começou

Já está em andamento o contrarrelógio da Fafe. O primeiro a partir foi o romeno Emil Dima (Mstina Focus), 109.º e último da classificação geral, a 3:02.40 horas de Raul Alarcón.

3:00:49

Camisola da Juventude quase garantida por Xuban Errazkin

A camisola branca de Juventude RTP ainda não está assegurada por Xuban Errazkin (Vito-Feirense-Blackjack), mas o corredor basco tem uma vantagem confortável de 3.35 minutos sobre o compatriota Oscar odriguez (Euskadi-Murias) e só um azar muito grande o impediá de garantir este "jersey". 

2:56:10

Alarcón foi o rei da montanha e De Mateos ganhou na regularidade

Além de transportar a camisola amarela nas pedaladas decisivas, Raul Alarcón, por via do triunfo na nona etapa, no Alto da Senhora da Graça, assegurou o estatuto de rei da montanha e vai levar para casa a camisola azul Liberty Seguros. Outra classificação já definida é a da regularidade (Pontos, Rubis), com a camisola verde a ficar definitivamente no corpo de Vicente De Mateos. 

2:51:20

Resumo da 9ª Etapa

Antes do contrarrelógio, reveja a 9ª Etapa

2:48:18

Raul Alarcón defende camisola amarela

Com a maior parte das classificações parciais já definidas, está por decidir o vencedor final da Volta 2018. Raul Alarcón (W52-FC Porto), já vencedor de três etapas e líder da corrida, mantém todas as opções para o triunfo. O número 1 da corrida, vencedor da Volta do ano passado, dispõe de vantagens confortáveis para gerir no contrarrelógio: Joni Brandão (Sporting-Tavira), o segundo da geral, está a 1.01 minutos, e Vicente De Mateos (Aviludo-Louletano), terceiro, segue a 1.48 minutos. 

2:27:09

Contrarrelógio decisivo em Fafe

Boa tarde. Dentro de 15 minutos começará a 10.ª e última etapa da 80.ª Volta a Portugal Santander, um contrarrelógio individual em Fafe, a "Sala de Visitas do Minho". O exercício individual, de 17,3 quilómetros, será a derradeira oportunidade para a definição da corrida.