Raul Alarcon triunfa em Oliveira do Hospital

Grande vitória de Raul Alarcon em Oliveira do Hospital. O número 1 da corrida vestirá, também, a camisola amarela.

Alarcon a camiinho da vitória

Km 173,4 - Montanha em Lagos da Beira (3.ª categoria):

1.º Raul Alarcón; 2. Vicente De Mateos, a 30 s,; 3.º Edgar Pinto; 4.º Henrique Casimiro. Alarcon pedala isolado para a vitória na etapa.

Raul Alarcón isola-se na ultima subida

Km 172 - Raul Alarcón (W52-Fc Porto), vencedor da Volta de 2017, isolado na derradeira subida.

Alarón isolado após a contagem de montanha de Meruge

Montanha em Meruge: 1.º Vicente De Mateos; 2.º Edgar Pinto; 3.º Joni Brandão.

Fuga anulada na Subida para Meruge

Na subida para Meruge, onde está colocada a contagem de montanha de quarta categoria, a fuga é anulada. e Raul Alarcón (W52-FC Porto) ataca.

25 segundos a 15 km da meta

A 15 km da meta, a vantagem é de apenas 25 segundos.

Outra vez seis reunidos na frente

A 19 km da meta, sexteto volta a reunir-se, quando o pelotão se coloca a 55 segundos. 

Efapel na frente do pelotão

Km 156,5 - Trio da frente com 1.25 minutos de vantagem sobre o pelotão, agora comandado pela Efapel. 

Sexteto parte-se em dois

Km 14 - O sexteto parte-se em dois na subida para Meruge e na frente ficam Filipe Cardoso, Benat Txoperena e Jon Izaguirri.

Meio minuto a 25 km da meta final

A 25 km da meta final, os fugitivos rodam com uma vantagem de meio minuto sobre o grande grupo.

Média de 37 km/hora na quarta hora

Km 146 - Atingida a quarta hora da tirada. O calor e as dificuldades do percurso fazem-se notar na média: 37 km/hora. Entretanto, o pelotão aproxima-se dos sei heróis da viagem e coloca-se a 40 segundos.

Seis ainda isolados a 30 km da meta

A 30 km da chegada a Oliveira do Hospital, o sexteto dispõe de uma vantagem de 1.14 minutos sobre o pelotão, comandado pela W52-FC Porto.

Irisarri ganha última meta volante

Km 141,2 - Meta volante em Tábua:

1.º 66 - Jon Irisarri Rincon (Caja Rural)

2.º 16 - Christophe Masson (WB Aqua Protec Veranclassic)

3.º 26 - Guy Niv (Isareal Cycling).

Pelotão passa a 1.15 minutos dos seis da frente.

Pelotão cada vez mais perto dos fugitivos

Km 135 - A pouco mais de 40 km da chegada, o pelotão recupera e coloca-se a 40 segundos do sexteto.

Figuras da corrida em ação

Km 165 - Raul Alarcón (W52-FC Porto), Joni Brandão (Sporting-Tavira), Vicente De Mateos (Aviludo-Louletano), Edgar Pinto (Vito-Feirense) e Henrique Casimiro (Efapel) atacam na subida. Alarcon cai mas recupera a posição no grupo.

Quatro abandonos

São comunicados os abandonos de Cristian Pita (53, Team Ecuador), Mario Gonzalez (Sporting-Tavira), Maris Bogdanovics (116, Amore & Vita) e António Barbio (Miranda-Mortágua).

Filipe Cardoso em destaque na fuga

Km 120 - Filipe Cardoso (Rádio Popular-Boavista) tem sido um dos protagonistas na fuga, mantendo-se sempre na frente, apesar da mudança na composição do grupo.

Média de 37,3 km/hora na terceira hora

Km 111,8 - Terceira hora de prova. A média é de 37,3 km/hora.

Sexteto faz pela vida na frente

Km 110 - A descida da Serra da Lousã e a subida para Góis "destruíram" o grupo de 14 e na frente ficou um sexteto, que roda com uma vantagem de 1.20 sobre o pelotão. Além dos quatro que pontuaram na contagem de montanha seguem no grupo o 66 - 66 - Jon Irisarri Rincon (Caja Rural) e o 16 - Christophe Masson (WB Aqua Protec Veranclassic).

Txoperena ganha contagem de Góis

Km 98,4 - Prémio de montanha em Góis (3.ª categoria):

1.º 46 - Benat Toxoperena (Euskadi-Murias)

2.º 77 - Fredrik Ludvigsson (Team Coop)

3.º 26 - Guy Niv (Isareal Cycling)

4.º 146 - Filipe Cardoso (Rádio Popular-Boavista).

Pelotão passa a 1.30 minutos, sempre comandado pelos homens da W52-FC Porto.

 

Segunda hora na etapa

Km 76,5 - Segunda hora na etapa. Média de 38,2 km/hora.

Vogt reforça liderança na montanha

Km 66,9 -  Contagem de montanha da Serra da Lousã (2.ª categoria):
1.º 34 - Mario Vogt (Team Sapura)
2.º 126 - Bruno Silva (Efapel)
3.º 111 - Pierpaolo Ficara((Amore & Vita-Prodir))
4.º 57 - Wilson Criollo (Team Ecuador)
5.º 26 - Guy Niv (Isareal Cycling)
6.º 162 - Nuno Meireles (Miranda-Mortágua)

W52 assume perseguição

Km 64 - Preocupada com a presença de corredores como Filipe Cardoso e o dueto da Euskadi na fuga, a W52-FC Porto assume a perseguição e a diferença vai baixando: 1.15 minutos.

Grupo de 14 forma-se na frente

Km 60 - Após sucessivos ataques forma-se na frente um grupo de 14 corredores, que ganham dois minutos ao pelotão. Composição do grupo:

16 - Christophe Masson (WB Aqua Protec Veranclassic)
26 - Guy Niv (Isareal Cycling)
34 - Mario Vogt (Team Sapura)
46 - Benat Toxoperena (Euskadi-Murias)
47 - Gotzon Udondo (Euskadi-Murias)
57 - Wilson Criollo (Team Ecuador)
66 - Jon Irisarri Rincon (Caja Rural)
77 - Fredrik Ludvigsson (Team Coop)
85 - Joshua Teasdale (Team Differdange Losh)
111 - Pierpaolo Ficara((Amore & Vita-Prodir))
126 - Bruno Silva (Efapel)
146 - Filipe Cardoso (Rádio Popular-Boavista)
162 - Nuno Meireles (Miranda-Mortágua)
187 - João Fernandes (LA-Alumínios)

Etapa rápiida na prmeiira hora

Km 41,6 - Cumprida a primeira hora da etapa. A caravana segue em bom ritmo. 

Vogt alcançado

Km 37 - Vogt é alcançado e logo a seguir Filipe Cardoso (146, Rádio Popular-Boavista) tenta a sorte, seguindo-se-lhe uma vintena de corredores.

Km 34 - Após a ontagem de montanha sucedem-se os ataques e forma-se um grupo de duas dezenas de corredores atraás de Mario Vogt, mas o pelotão reage coloca ordem na corrida.

Vogt reforça camisola da montanha

Km 25,8 -Contagem de montanha da Mó Grande (4.ª categoria):

1.º 34 - Mario Vogt (Team Sapura Cycling)

2.º 112 - Kristian Yustre (Amore & Vita)

3.º 162 - Nuno Meireles (Miranda-Mortágua).

Team Sapura não desarma

Km 18 - Logo após a meta volante, outro corredor da Team Sapura, Mario Vogt, o líder do prémio da montanha, lança um ataque.

Azman ganha meta volante em Pedrógão

Km 17,8 - Meta volante de Pedrógão Grande:

1.º 31 - Muhammad Z. Azman (Team Sapura)

2.º 102 - Luís Mendonça (Aviluso-Louletano)

3.º 133 - Luís Afonso (Vito-Feirense-Blackjack).

Fuga anulada antes da meta volante

Km 15 - A fuga é anulada a dois quilómetros da meta volante de Pedrógão Grande.

Grupo da dianteira aumenta pata 11

Km 12 - Ataques na cabeça do pelotão fazem aumentar o grupo para 11 corrdores, mas a presença de João Rodrihes (W52-FC Porto) e Luís Fernandes (Aviludo-Louletano) faz com que o grande grupo espevite e reduza substancialmente a diferença.

Cinco homens ao ataque

Km 5 - Já temos uma avaentura a ser desenhada na tirada. Cinco corredores escapam-e ao pelotão e ganham rapidamente 50 segundos. São eles:

34 - Mario Vogt (Team Sapura)

46 - Bena Toxoperena (Euskadi-Murias)

55 - Jimmy Narvez (Team Ecuador)

85 - Joshua Teasdale (Team Differdange)

162 - Nuno Meireles (Miranda Mortágua).

Já começaram as pedaladas a sério da "Etapa da Vida"

Km 0 - Depois da curta viagem de consagração pelas ruas e estradas da Sertã, acaba de ser dada a partida real.

Rafael Reis ainda de amarelo

Rafael Reis (Caja Rural-Seguros RGA) transporta a camisola amarela. As outras camisoolas principais estão no corpo de Luís Mendonça (Verde, Pontos, Rubis), de Mario Vogt (Azul, Montanha, Liberty Seguros) e de César Martingil (Branca, Juventude, RTP).

129 corredores a caminho de Oliveira do Hospital

Alinharam à partida 129 corredores.

Pelotão em andamento

Acaba de ser dada a partida simbólica para a tercera etapa.

A etapa anterior

Reveja a etapa anterior:


Três metas volantes e cinco contagens de montanha

Esta será, até agora, a etapa com percurso mais acidentado. Terá as habituais três metas volantes e cinco contagens de montanha. Metas volantes: Pedrógão Grande (km 17,6), Lousã (km 88,6) e Tábua (km 141,3). Contagens de montanha: Mó Grande (4.ª cat, km 25,8), Serra da Lousã (2.ª cat, km 66,9), Concelho de Góis (3.ª cat, km 98,4), Meruge (4.ª cat, km 166,1) e Lagos da Beira (3.ª cat, km 173,4). 

Ainda e sempre o calor

Comoo tem sido imagem de marca desta Volta 2018, o calor voltará a fazer-se sentir em mais uma longa tirada. Na Sertã estão 36 graus e será sempre com estas temperaturas que decorrerá a etapa.

Etapa da Vida

Boa tarde. Dentro de 10 minutos omeçará a terceira etapa da 80.ª Volta a Portugal em Bicicleta. A "Etapa da Vida" como é designada, por passar pelos concelhos mais afetados pelos trágicos incêndios de 2017, ligará Sertã a Oliveira do Hospital, na distância de 177,8 quilómetros, e passará por Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos, Castanheira de Pêra, Lousã, Vila de Góis, Arganil e Tábua. Na chegada a Oliveira do Hospital espera-se a presença do presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.